Trio é preso ao manter comerciante por 22 dias em cativeiro na zona sul de SP

Vítima foi liberta ilesa; um fuzil e uma pistola foram apreendidos com os criminosos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

20 Abril 2012 | 02h11

SÃO PAULO - Três sequestradores foram presos, no final da tarde de quinta-feira, 19, após manterem, por 22 dias, um comerciante, de 30 anos, em um cativeiro montado na altura do nº 2.500 da Estrada da Colônia, no Parque Girassol, região de Parelheiros, no extremo sul da capital paulista. A vítima foi liberta sem ferimentos.

 

Com o trio, investigadores da Delegacia Antissequestro (DAS) apreenderam um fuzil AK-47 e uma pistola calibre 380. A informação de que um dos policiais civis foi baleado e um bandido acabou morto durante o estouro do cativeiro foi desmentida pela polícia.

 

O caso foi registrado na sede do Grupo Especializado em Assessoramento a Local de Crime (Geacrim), dentro do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O delegado responsável pelo registro do boletim de ocorrência não permitiu o acesso a mais informações por parte da imprensa segundo os policiais de plantão.

Mais conteúdo sobre:
Sequestro cativeiro DHPP refém violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.