Trio de punks é preso acusado de matar um atendente em SP

Dois rapazes e uma mulher mataram o funcionário a facadas porque ele se recusou a dar pizza de graça

Elvis Pereira,

14 de outubro de 2007 | 15h55

Dois rapazes, de 18 e 19 anos, e uma mulher, de 22 anos, foram presos neste domingo, 14, sob acusação de matar um funcionário de uma pizzaria no Terminal Parque Dom Pedro II, no centro de São Paulo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os três detidos se auto-intitularam punks. O grupo chegou na pizzaria durante a madrugada anunciando "Aqui é Punk!", e exigiram pizzas de graça. Porém os empregados do estabelecimento se negaram a dar. A integrante do trio começou, então, a agredir um dos atendentes com uma vassoura. A vítima, de 24 anos, com ajuda dos outros empregados, reagiu, mas o suposto punk de 19 anos sacou uma faca do casaco e a golpeou no peito e no abdômen.  A mulher envolvida no crime foi detida ainda no terminal por seguranças. Em depoimento no 1º Distrito Policial, da Sé, ela contou o endereço do acusado de matar o rapaz. Ele foi encontrado dormindo em casa, no bairro de São Miguel, na zona leste de São Paulo. O outro suspeito também foi preso.

Tudo o que sabemos sobre:
pizzafacadasrapazesmulherSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.