Trio compra 17 ovos de Páscoa com cartões clonados e vai preso em Guarulhos

Criminosos costumavam fazer compras de valor elevado no hipermercado Walmart e sempre dividiam a fatura em quatro ou cinco cartões diferentes

Bruno Lupion, do estadão.com.br,

14 de abril de 2011 | 05h17

SÃO PAULO - Duas mulheres e um homem foram presos em flagrante por estelionato após comprarem cerca de R$ 4 mil em mercadorias do hipermercado Walmart de Guarulhos, na Grande São Paulo, com cartões de crédito clonados, por volta das 18 horas de quarta-feira, 13. Entre os produtos adquiridos, estavam 17 ovos de Páscoa. Na bolsa de uma das mulheres, a polícia encontrou 47 cartões clonados de bandeiras diversas.

 

Era a terceira vez em menos de uma semana que o trio fazia compras de valor elevado no estabelecimento, sempre dividindo a fatura em quatro ou cinco cartões de crédito diferentes. Nesta quarta-feira, a caixa suspeitou da conduta e avisou o segurança, que chamou a polícia. Karina Carvalho Silva Sakelliou, de 34 anos, grávida de oito meses, Graziela Gimenez Sanchez, de 35, e José Algostanir da Silva, de 36, foram detidos no estacionamento do hipermercado.

 

"Assim que eles nos viram, tentaram fugir correndo", disse o soldado Waldemar Cardenuto Filho, da 1ª Companhia do 15º Batalhão Metropolitano. Na bolsa de Karina, os policiais encontraram os 47 cartões clonados, sobre os quais Graziela também teria assumido responsabilidade. "As duas começaram a tremer e a chorar e disseram que recebiam os cartões de um desconhecido", contou o soldado. O carro do trio, um VW Golf preto, pertence à sogra de Karina e foi apreendido.

 

Além dos 17 ovos de Páscoa, eles haviam adquirido nesta quarta-feira um computador, dois celulares e quatro barras de chocolate importado, entre outros itens. Os produtos foram devolvidos ao hipermercado, e os três autuados em flagrante por estelionato no 1º Distrito Policial de Guarulhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.