Trio ataca casas em SP e ameaça queimar vítimas

A Polícia Civil identificou um trio especializado em roubos a residências na capital, que ainda usava utilitários de luxo. Eles identificavam vítimas em supermercados, as seguiam e invadiam o imóvel. Depois jogavam um líquido inflamável nos moradores, incluindo crianças. Na sequência, para provocar terror, ameaçavam queimá-los.

O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2013 | 02h05

Policiais descobriram os acusados quando investigavam o uso de automóveis de luxo nos ataques. O trio foi reconhecido em três casos entre 10 e 16 de junho. Nos três, destacou-se o uso de um Freemont branco.

No dia 24, durante uma invasão no Parque Novo Mundo, PMs detiveram o cobrador Caio de Sá, de 20 anos, e o ajudante Meison de Santana, de 23. O ajudante Jefferson da Silva, de 22, foi morto a tiros. O Freemont acabou abandonado no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.