TRF nega recurso e mantém pena de Abadía

O megatraficante colombiano Juan Carlos Ramirez Abadía teve a pena de 30 anos, 5 meses e 4 dias e multa de R$ 4,32 milhões mantidas pela Justiça brasileira. O recurso foi julgado ontem no Tribunal Regional Federal, em São Paulo. Segundo o advogado de Abadía, Luiz Gustavo Battaglin Maciel, seu cliente segue no programa de proteção à testemunha dos Estados Unidos, sem endereço fixo.

O Estado de S.Paulo

07 Março 2012 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.