Treze de Maio abre para pedestres e lojas fazem faxina

Reaberta depois de quatro dias, a Avenida Treze de Maio voltou a receber pedestres ontem de manhã, mas ainda não foi liberada para carros. Apenas veículos dos bombeiros e de serviços públicos podiam circular ali.

O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2012 | 03h03

Pelo menos quatro estabelecimentos não puderam abrir as portas. Uma lanchonete que funcionava na frente do Edifício Liberdade precisou passar por uma faxina pesada - estava aberta no momento da tragédia. A operadora de caixa da lanchonete voltou pela primeira vez ao local. "Estava atrás do balcão e escutei estalos. Olhei para fora, vi tudo caindo e me abaixei", contou Lívia Félix, de 26 anos. / B.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.