Três são presos por envolvimento em clonagem de cartões

Homem rebeceu o material usado na clonagem - cartões e equipamentos de informática - de duas mulheres

Solange Spigliatti, Central de Notícias

21 de agosto de 2009 | 14h08

Duas mulheres e um homem foram presos na tarde de quinta-feira por agentes do da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), acusados de clonagem de cartões bancários. Os três acusados foram detidos na zona norte de São Paulo, após serem flagrados carregando equipamentos de informática e diversos cartões de débito na Avenida Luis Dumont Vilares, em Santana. Os cartões continham informações de correntistas de diversos bancos.

 

Em frente a uma rede de lanchonetes, os policiais flagraram uma mulher retirando vários notebooks de um Fiat Palio e entregando a um homem. Os investigadores avaliaram uma possível receptação de produtos. Quem recebia os produtos era o empresário Max Matias da Silva Resende, de 40 anos. A equipe percebeu, ao ver os equipamentos de informática, que era o tipo de material utilizado em clonagem de cartões bancários. Resende foi detido.

 

Os policiais passaram a seguir o Fiat Palio dirigido pela mulher responsável pela entrega. A nova abordagem aconteceu no estacionamento de um hipermercado na Avenida Tucuruvi, na Cantareira. No veículo estavam as massoterapeutas Andrea Clemente Assalti Souza, de 40 anos, acusada de gerenciar o esquema, e Sandra Barbosa de Aquino, de 44 anos. Elas carregavam vários cartões bancários clonados em nome de outras pessoas. O funcionamento consistia em instalar notebooks com roteadores, leitores de trilhas magnéticas e câmeras de vídeo em caixas eletrônicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.