Três PMs são denunciados por matar publicitário em blitz na zona oeste

O Ministério Público denunciou três PMs acusados de matar o publicitário Ricardo Prudente Aquino, de 42 anos, no Alto de Pinheiros, zona oeste de São Paulo. Ele foi baleado em julho de 2012 por policiais por não obedecer uma ordem de parar.

O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2013 | 02h21

O soldado Robson Tadeu do Nascimento Paulino, de 30 anos (que teria dado o tiro que matou Aquino), o cabo Adriano Costa da Silva, de 26, e o soldado Luís Gustavo Teixeira Garcia, de 27, são acusados de homicídio doloso (intencional) qualificado e fraude processual penal.

Segundo o advogado dos acusados, Aryldo de Paula, os PMs dizem que confundiram o celular da vítima com uma arma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.