Martins/Sigma Press
Martins/Sigma Press

Três pessoas morrem atropeladas na Marginal do Tietê

Motorista alcoolizada invadiu acostamento e atingiu as vítimas que estavam fora de um carro

Ludimila Honorato, O Estado de S.Paulo

30 Setembro 2017 | 08h32

SÃO PAULO - Uma mulher alcoolizada invadiu o acostamento da pista expressa da Marginal do Tietê, na zona norte de São Paulo, e matou três pessoas que estavam fora de um carro, possivelmente fazendo reparos no veículo, na manhã deste sábado, 30.

O acidente ocorreu por volta das 5h, sentido Ayrton Senna, cerca de 50 metros antes da Ponte dos Remédios. Uma quarta pessoa ficou ferida e foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência  (SAMU). As informações são do 91º Distrito Policial, onde a ocorrência foi registrada. 

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), durante a manhã, houve lentidão na pista por aproximação e apenas o acostamento está ocupado.

Na delegacia, a motorista fez o teste do bafômetro que constatou a ingestão de álcool acima do permitido. Segundo a Polícia Militar, a motorista confessou que também falava ao celular no momento do acidente. Até o início da tarde, ela permanecia presa sem previsão de liberação. 

Atropelamentos. No último dia 21, o Tribunal de Justiça de São Paulo reinterpretou o caso de Vitor Gurman, morto após ter sido atropelado pela nutricionista Gabriela Guerrero. À época, o laudo do IML indicou que Gabriela estava alcoolizada na hora do acidente.

O crime aconteceu às 3h30 do dia 23 de julho de 2011, na Vila Madalena, zona oeste da capital. Seis anos depois, a justiça entendeu que a nutricionista não teve intenção de matar e a livrou de ser julgada por júri popular.

Mande sua notícia - Quais problemas você enfrenta no trânsito e no caminho para o trabalho? O metrô parou? Viu uma manifestação na cidade? Presenciou um acidente ou algo inusitado? Fotografou ou filmou um fato e quer compartilhar? Os usuários de WhatsApp podem agora usar o aplicativo para colaborar com o Estado. Envie vídeos, fotos ou apenas o seu relato ou ideia de pauta pelo número (11) 9-7069-8639. Suas sugestões serão apuradas por um repórter e podem ajudar as pessoas. Participe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.