FELIPE RAU/ESTADAO
FELIPE RAU/ESTADAO

Mãe e dois filhos morrem após deslizamento de terra em Embu das Artes, na Grande SP

Menina de 4 anos é uma das vítimas; região metropolitana de São Paulo está em alerta do Inmet de 'grande perigo' para deslizamentos

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2022 | 09h10
Atualizado 30 de janeiro de 2022 | 12h57

Três pessoas morreram na madrugada deste domingo, 30, após um deslizamento de terra atingir uma residência em Embu das Artes, na região metropolitana de São Paulo. As vítimas são da mesma família: a mãe, de 44 anos, e dois filhos, um jovem de 21 anos e uma menina de 4 anos, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado. 

Informações iniciais chegaram a apontar idades distintas para as vítimas, que foram encontradas sem vida. Outras quatro pessoas que estavam na casa conseguiram escapar com a ajuda de vizinhos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o deslizamento ocorreu na Rua Jatobá. Ao todo, 13 viaturas foram enviadas para o atendimento, cujo chamado foi aberto às 2 horas da madrugada. 

Em nota, a Prefeitura de Embu das Artes disse que o deslizamento teria ocorrido pelo "excesso de chuva e o rompimento de uma fossa". Outras 16 casas no entorno também foram interditadas, por estarem em área de risco, embora algumas famílias resistam em deixar o local.

Na manhã deste domingo, o Corpo de Bombeiros também foi chamado para atender dois deslizamentos em Francisco Morato, na Grande São Paulo. Segundo informações iniciais, não há vítimas. Em um dos locais, na Rua São Carlos, cinco pessoas foram resgatadas e encaminhadas para atendimento médico, incluindo uma mulher de 56 anos, com fratura na perna, e um menino de 11 anos, encontrado desmaiado. Outros dois deslizamentos também foram registrados em Vargem Grande Paulista, nos bairros Vila São José e Jardim América, também sem vítimas. 

Uma sequência de chuvas tem atingido a região metropolitana de São Paulo nos últimos dias. O governador João Doria (PSDB) vai sobrevoar Francisco Morato e Franco da Rocha na tarde deste domingo, apontados pelo Estado como os municípios mais atingidos pelas chuvas. Na ocasião, será anunciado o repasse de recursos emergenciais para auxiliar na recuperação de ambas as cidades.

Somente no sábado, o Corpo de Bombeiros da Grande São Paulo recebeu seis chamados para atender casos de deslizamentos, desabamentos e desmoronamentos (em cidades como Itapevi, Suzano, Ribeirão Pires e São Paulo, no distrito de Parelheiros), além de três alagamentos e 47 quedas de árvores.

Inmet alerta que Grande SP está com 'grande perigo' para deslizamentos

Desde sábado, 29, praticamente todo o Estado de São Paulo está em alerta de "perigo" para chuvas intensas no sistema de notificações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O informe aponta chuva de até 100 mm por dia e ventos de até 100 quilômetros por hora, "com risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas".

O instituto emitiu outro alerta na madrugada deste domingo, no qual aponta "grande perigo" por causa do "acumulado de chuva" na Grande São Paulo e em trechos das regiões oeste e norte do Estado. "Grande risco de grandes alagamentos e transbordamentos de rios, grandes deslizamentos de encostas em cidades com tais áreas de risco", destaca. Há previsão de novas chuvas para este domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.