Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Três ônibus são incendiados após falta de água na zona oeste de SP

Veículos ficaram atravessadosem rua e atrapalharam o trânsito; Sabesp diz que abastecimento, com problemas desde sábado, será normalizado nesta quinta

Luciano Bottini Filho, O Estado de S. Paulo

10 de outubro de 2013 | 13h04

SÃO PAULO - Três ônibus foram queimados na noite de quarta-feira, 9, na zona oeste de São Paulo, próximo à Rodovia Raposo Tavares, em um protesto que reuniu cerca de mil moradores que reclamavam de falta de água no bairro Jardim Paulo VI, segundo a Polícia Militar. Os três veículos estavam na Rua José Porfírio de Souza, em locais diferentes. Os ônibus tiveram que ficar parados no meio da via na manhã desta quinta para serem periciados, o que atrapalhou o trânsito.

Os trabalhos dos peritos terminaram às 11h. Dois dos ônibus queimados são da SPTrans. O terceiro era da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), operado pela Viação Osasco.

O ônibus de Linha 496 (João XXIII- Barueri), da EMTU, foi atacado por volta das 22h10. Antes do veículo ser incendiado, funcionários do coletivo foram abordados por manifestantes em frente à garagem da empresa e obrigados a desembarcar. Não houve registro de vítimas.

Segundo a EMTU, a operação na linha 496 começou a se normalizar nesta quinta, exceto no ponto do Terminal João XXIII, na Rua José Porfírio de Souza, altura do 663. Os usuários precisam se deslocar 500 metros para pegar ônibus no número 13 da mesma rua.

Já SPTrans informou que um ônibus linha Jardim João Paulo/Santo Amaro teve o freio destravado, bateu em um poste e depois foi queimado, às 22h58. Antes, às 20h05, foi queimado um veículo da linha Cohab-Educandário/Terminal Pinheiros. Outros dois ônibus foram depredados, às 19h45, das linhas João XXIII/Praça Ramos e João XXIII/Barra Funda.

Na manhã desta quinta-feira, oito linhas da SPTrans tiveram sua rota desviada pelo km 17 da Rodovia Raposo Tavares: 714C/10 - Educandário - Largo da Pólvora; 748R/10 - Jardim João XXIII - Metrô Barra Funda; 7545/10 - Jardim João XXIII - Praça Ramos; 778J/10 - Jardim Arpoador - Metrô Barra Funda; 7093/10 - Jardim João XXIII - Praça Ramos; 8077/10 - Jardim João 2XXIII- Metrô Butantã; 809D/10 - Cohab Educandário - Terminal Pinheiros e 756A/10 - Jardim Paulo VI - Santo Amaro.

De acordo com a Sabesp, houve na manhã de quarta manutenção em uma bomba no Jardim João XXIII, dentro do sistema que abastece o município de Taboão de Serra e alguns bairros de São Paulo na zona oeste. Os moradores do Jardim Paulo VI reclamavam que faltou água desde sábado, 5. A Sabesp diz desconhecer a interrupção do serviço. Segundo a concessionária, a bomba foi só religada às 23h de quarta-feira, porque ocorreu um problema de desligamento de energia. Segundo a Sabesp, o abastecimento será normalizado ao longo desta quinta-feira.

Mais conteúdo sobre:
ônibuságuasabesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.