Três milhões de frascos de Tylenol serão recolhidos

Recall deve começar na segunda-feira com unidades de 200 mg/ml; problema no gotejador da embalagem pode causar superdosagem

LÍGIA FORMENTI / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

23 Maio 2013 | 02h07

Cerca de 3 milhões de embalagens do antitérmico e analgésico Tylenol 200 mg/ml, na apresentação gotas, serão recolhidas do mercado por trazer risco de desprendimento do gotejador.

De acordo com a empresa fabricante, Janssen-Cilag Farmacêutica, os lotes com defeito foram produzidos entre dezembro de 2011 e novembro de 2012. A falha na fabricação foi identificada depois da reclamação de consumidores, informou a coordenadora-geral do Departamento de Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, Tamara Amoroso.

A decisão de fazer o recolhimento do produto foi tomada em uma reunião entre representantes da empresa e o Ministério da Justiça. A campanha para a retirada dos lotes do remédio do mercado deverá começar na segunda.

A empresa Janssen-Cilag Farmacêutica informou, em nota, que o problema no gotejador pode causar superdosagem. O uso do medicamento em dosagens excessivas pode levar a danos graves ao fígado, náusea e outros sintomas gastrointestinais, além de aumentar as enzimas hepáticas.

Sintomas. Tamara afirma que não houve registro de problemas graves entre consumidores que indicaram ter usado o medicamento em quantidade excessiva. Os sintomas relatados foram sonolência e enjoos.

Ao todo, deverão ser retiradas do mercado 3.384.432 embalagens do produto, com numeração de lote - não sequencial - compreendida entre os intervalos PPL055 a RJL123, uso adulto e pediátrico (veja os números ao lado).

A Jansen informou que o recall não afeta outros produtos da linha Tylenol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.