Três jovens ficam feridos em deslizamento de terra no Guarujá

Trabalhadores tiveram escoriações e passam bem; acidente aconteceu em obras de condomínio de luxo

Rejane Lima, O Estado de S.Paulo

08 de outubro de 2008 | 16h40

Três adolescentes foram soterrados esta manhã após um deslizamento de terras causado pelas fortes chuvas que caíram no Guarujá, na Baixada Santista. Bruno de Paula dos Santos, de 16 anos, Francisco Carlos Ferreira e Bruno Machado Fonteles, ambos de 17 anos, trabalhavam em uma obra no condomínio de luxo Taguaíba na hora do acidente. Eles foram resgatados rapidamente e passam bem.   O deslizamento aconteceu às 9 horas. De acordo com o Sargento da Polícia Militar Adriano Bezerra da Silva, uma grande pedra causou a erosão por causa do movimento das britadeiras aliado a chuva. Contratados para trabalhar como ajudantes gerais há poucos dias pela Construtora FBN, de São Paulo, os jovens estariam atuando em um local de risco. Representantes da empresa não foram encontrados pela reportagem. Foi registrado boletim de ocorrência de acidente de trabalho na Delegacia Sede de Guarujá e agora a Polícia Civil tomará as providências cabíveis.   Com escoriações pelo corpo, as vítimas foram encaminhadas ao Pronto Socorro e dispensadas. O condomínio Taguaíba fica no quilômetro 18 da Estrada Guarujá-Bertioga, próximo a praia de São Pedro. Os jovens trabalhavam na construção de uma futura mansão, vizinha a residências vendidas por cerca de R$ 4 milhões.   Atualizado às 17h53 para acréscimo de informações e correção. Apenas três pessoas ficaram feridas e não quatro, conforme foi publicado anteriormente

Tudo o que sabemos sobre:
deslizamentoGuarujáacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.