Três famílias decidem processar governo municipal

Algumas mães já decidiram processar o município. A decisão foi anunciada ontem pela dona de casa Noeli da Silva Rocha, de 38 anos, mãe de Mariana, que morreu na chacina. Muito abalada, ela culpa a direção do colégio por ter permitido a entrada do atirador. "Há um mês, eu vim pegar um lanche para o meu filho. Tive de passar o sanduíche pela grade, pois não me deixaram entrar. Como deixam um bandido subir até a sala?" Ela afirma que já consultou um advogado, ao lado de outras duas mães. "Não é pelo dinheiro, mas daqui a pouco esse caso vai cair no esquecimento e ninguém vai pagar por isso. Por mim, a escola poderia ser colocada abaixo."

Pedro Dantas, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2011 | 00h00

Procurada, a prefeitura do Rio respondeu que "como a ação ainda nem existe, não temos como nos pronunciar." Especializado na área cível, o advogado Marcelo Fontes disse não acreditar que a ação terá sucesso. "Toda indenização parte de uma culpa. Sou mais apegado à doutrina de que não se pode responsabilizar por atos imprevisíveis."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.