Google Maps
Google Maps

São Sebastião e Ilhabela decretam estado de emergência após temporais

Caraguatatuba e Ubatuba, também no litoral norte de São Paulo, entraram em estágio de atenção

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

15 Fevereiro 2018 | 11h16

SOROCABA - As prefeituras de São Sebastião e Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, decretaram estado de emergência depois de serem atingidas por temporais entre a noite de quarta, 14, e a madrugada desta quinta-feira, 15. Outras duas cidades da região, Caraguatatuba e Ubatuba, entraram em estado de atenção. No interior paulista, a cidade de Valparaíso também decretou estado de emergência depois dos estragos causados pelas chuvas. 

De acordo com o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Cptec/Inpe), em 24 horas choveu 265 milímetros em São Sebastião, volume superior ao esperado para todo o mês. Os rios que cortam a cidade transbordaram, arrastando carros e postes. O alagamento atingiu a área central. Um grande muro desabou na Vila Amélia, mas ninguém ficou ferido.

+++ LEIA TAMBÉM: Temporal no Rio deixa 3 mortos e derruba trecho da ciclovia Tim Maia

Na manhã desta quinta, cerca de 50 pessoas desabrigadas foram levadas para a Escola Municipal de Topolândia. As aulas na rede municipal foram suspensas e os prédios, destinados ao atendimento de famílias desalojadas. Houve queda de árvores e deslizamentos - um deles interditou, à noite, a rodovia Rio-Santos. 

Em Ilhabela, vários bairros ficaram alagados e uma casa ruiu parcialmente no Morro do Cemitério. Cerca de 30 moradores foram removidos das áreas com deslizamentos no Morro do Canta Galo e levados para um abrigo municipal. A Defesa Civil contabilizou 40 pessoas desalojadas em Caraguatatuba, também atingida pelo temporal, causando o transbordamento de córregos nos bairros Perequê-Mirim e Travessão. O centro esportivo do Jardim Britânia foi transformado em abrigo. Em Ubatuba, houve alagamentos em oito bairros.

No interior, a prefeitura de Valparaíso decretou estado de emergência após o temporal que alagou parte da cidade, nesta quarta-feira, 14. Dezenas de casas e três escolas municipais foram invadidas pelas águas. As aulas foram suspensas e só serão retomadas na segunda-feira. A rodovia Péricles Belini (SP-461) foi interditada depois que a estrutura de uma ponte cedeu entre as cidades de Votuporanga e Cardoso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.