Três cidades do Sul decretam emergência

As cidades de Nonoai e Ibiaçá, no Rio Grande do Sul, decretaram ontem situação de emergência, dois dias depois do vendaval que destruiu bairros e localidades rurais.

Elder Ogliari, O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2010 | 00h00

Anteontem, Canela já havia tomado a mesma medida. Imigrante e Gramado devem fazer o mesmo.

Os ventos, que superaram 120 km/h e duraram menos de um minuto na quarta-feira, foram isolados e ocorreram em regiões diferentes. Em Canela, a ventania destruiu 81 casas, danificou outras 444, deixando 200 pessoas desalojadas e 11 desabrigadas. Em Gramado, um bairro também foi afetado. Em Imigrante, o vento destruiu 20 residências e destelhou outras cem. Nonoai teve 25 casas danificadas e Ibiaçá, 78 destelhadas. Há previsão de chuva forte na região no fim de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.