Trens falham pela 3ª vez em 21 dias

Problema em sistema de tração, perto da Estação Brás, obrigou passageiros da CPTM a andar pelos trilhos; duas linhas ficaram paradas

ADRIANA FERRAZ, O Estado de S.Paulo

08 Março 2012 | 03h05

Uma falha no sistema de tração da Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) interrompeu a circulação de trens por cerca de uma hora, na manhã de ontem. Por volta das 7h50, uma composição que seguia no sentido Brás apresentou o defeito e parou a 60 metros da estação. Os passageiros acionaram o dispositivo de emergência de abertura das portas e desceram na via.

É a terceira falha da CPTM em 21 dias. Em 15 de fevereiro, a batida de uma locomotiva de serviço com um trem de passageiros na Linha 7-Rubi deixou 38 feridos. No dia seguinte, uma composição vazia descarrilou perto Estação Ceasa, da Linha 9-Esmeralda, e interrompeu a circulação das 16h20 até o fim das operações do dia.

A presença dos passageiros nos trilhos interrompeu também a circulação de trens na Linha 11-Coral. Segundo a CPTM, o problema se intensificou porque os passageiros não esperaram o restabelecimento do sistema e caminharam até a Estação Brás pelos trilhos. Ambas as linhas voltaram a funcionar por volta das 9h.

Resposta. O secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, disse que o problema teria sido menor se a população não tivesse se adiantado e descido na via.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) também amenizou a falha. Segundo ele, a companhia transportou mais de 130 milhões de passageiros somente neste ano. "Foram mais de 141 mil viagens. Tivemos seis ocorrências", disse o governador.

Ontem, Alckmin entregou três novos trens para a Linha 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi) e inaugurou mais duas entradas para a Estação Osasco, que está em obras. O projeto, no entanto, está atrasado. A reconstrução da parada deveria ter sido entregue no ano passado. O novo prazo, agora, é dezembro deste ano. Quando pronta, a estação, que hoje recebe 50 mil passageiros por dia, deve ter sua capacidade dobrada.

Osasco. A pane da Linha 12-Safira não foi o único problema na rede da CPTM ontem. À tarde, uma composição vazia da Linha 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú) teve problemas técnicos no conjunto de rodas e eixos quando saía do pátio em Osasco.

A falha afetou o tempo de circulação no ramal, já que os trens circularam por uma única via entre as Estações Ceasa e Presidente Altino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.