Trens de carga batem de frente em Cubatão

Maquinistas de ambas as composições foram levados a hospital, um deles em estado de choque, mas não correm risco, diz empresa

Zuleide de Barros, Especial para O Estado

31 de outubro de 2014 | 12h55

Atualizado às 16h40

CUBATÃO - Dois trens colidiram frontalmente na manhã desta sexta-feira, 31, em Cubatão, na Baixada Santista, nas proximidades da Avenida Tancredo Neves, que fica localizada na Vila São José, antiga Vila Socó. Os dois maquinistas ficaram feridos, sem gravidade, mas ainda permanecem internados em observação no Hospital Municipal. As duas composições da América Latina Logística (ALL) estavam carregadas de açúcar e milho e tinham como destino o Porto de Santos.

Duas pessoas que caminhavam nas proximidades da ferrovia conseguiram escapar, bem como um automóvel que trafegava nas imediações e, por sorte, saiu ileso.

Com a colisão, um poste de energia elétrica foi derrubado e, como a fiação acabou sendo arrastada, cerca de 2 mil usuários da Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL) ficaram sem luz.

Outro problema sério foi o vazamento de combustível de um dos trens. Cerca de 8 mil litros de óleo foram derramados, atingindo a galeria de águas pluviais, localizada paralelamente à ferrovia. Até as 15h desta sexta-feira, técnicos da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) tentam conter o vazamento nas proximidades da Avenida 9 de Abril, uma das principais vias da cidade.

A ALL, responsável pelos trens acidentados, está auxiliando a MRS Logística, que administra o tráfego de trens no local e já está investigando as causas do acidente.

A MRS Logística informou que "a análise inicial dos registros de sinalização e de comunicação no trecho indicou que não houve qualquer anomalia no sistema de controle de tráfego ou na via férrea". 

Tudo o que sabemos sobre:
MRSALLCubatão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.