Rafael Italiani/Estadão
Rafael Italiani/Estadão

Trem quebrado provoca lentidão na Linha 9 da CPTM e superlotação

Passageiros caminharam pelos trilhos; composições circularam com mais tempo de parada nas estações e velocidade reduzida

Rafael Italiani e Tulio Kruse, O Estado de S. Paulo

10 de setembro de 2015 | 09h08

Atualizado às 10h20

SÃO PAULO - Um trem quebrado na Estação Santo Amaro da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), no sentido Osasco, prejudicou toda a circulação no ramal que liga o Grajaú, na zona sul da capital paulista, à cidade da região metropolitana na manhã desta quinta-feira, 10. Os passageiros tiveram que descer dos vagões e caminhar pelos trilhos.

A falha aconteceu, segundo a CPTM, por volta das 8h25 e só foi resolvida às 9h20. Toda a extensão da linha foi comprometida.

As estações ficaram lotadas, e as composições circulavam com maior tempo de parada e velocidade reduzida. Como a companhia não consegue remover o trem em pane, no trecho de Santo Amaro os trens trocavam de trilhos, trafegavam pela via contrária e retornavam para o sentido Osasco após a estação.

Até as 10h15, a linha ainda operava com velocidade reduzida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.