Trem da CPTM trava na Estação USP Leste

A empresa ainda não sabe a razão de o trem ter perdido tração e ter parado no local

Paulo R. Zulino, estadao.com.br

10 de junho de 2008 | 08h58

Uma composição da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) travou na manhã desta terça-feira, 10, na plataforma da Estação USP Leste quando seguia pela linha 12/Safira (antiga linha F/Brás-Calmon Viana). De acordo com a assessoria de imprensa da CPTM, ainda não se sabe o motivo do defeito que fez o trem perder tração quando seguia em direção ao Brás e não conseguiu deixar o local.  Os passageiros, então, foram obrigados a deixar os vagões e seguir viagem numa outra composição, que trafegava no sentido Calmon Viana e teve de inverter seu destino para atender aos usuários do trem avariado. Conforme, ainda, a assessoria, as outras composições continuaram circulando normalmente porque, na Estação USP Leste, há espaço e cruzamento de linhas para a realização de manobras. Por volta das 7h50, depois da intervenção de técnicos da CPTM, o trem que teve o defeito foi consertado e não precisou ser removido, retornando à circulação normal.  Em razão do defeito na composição, o intervalo entre os trens, que no período em que ocorreu o problema é de 10 minutos, subiu para 12 minutos, provocando um acúmulo maior de passageiros nas estações. Neste momento, segundo a assessoria, o intervalo segue sendo de 12 minutos, tempo que é normal depois do horário de pico e a movimentação de usuários nas plataformas diminuiu.

Tudo o que sabemos sobre:
defeitotremCPTM

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.