Trecho mais perigoso da Imigrantes tem velocidade reduzida

Limite de velocidade entre os quilômetros 61 e 65 da rodovia caiu de 80 km/h para 70 km/h; entre 2009 e 2011, 25 pessoas morreram em acidentes no local

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

05 de setembro de 2012 | 12h34

SÃO PAULO - O trecho entre os quilômetros 61 e 65 da Rodovia dos Imigrantes, que liga a capital paulista à Baixada Santista, teve a velocidade máxima permitida reduzida na última terça-feira, dia 4. O limite caiu de 80 km/h para 70 km/h.

 

A área onde a velocidade foi reduzida é, segundo a concessionária Ecovias, que administra a rodovia, um dos pontos mais perigosos da estrada: houve 25 mortes ali entre 2009 e 2011, diz a Ecovias. Há sete radares em operação nesse trecho.

 

A velocidade, no entanto, foi reduzida porque o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) fará obras para melhorar a separação dos dois sentidos da via -- uma das razões de o trecho ser tão perigoso.

 

A Ecovias afirma que uma análise após o término da obra poderá dizer se o serviço deixou a pista segura. Se isso ocorrer, a velocidade pode voltar aos limites antigos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.