Transporte terá auditoria internacional

O secretário municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico, Marcos Cruz, defendeu ontem a contratação de uma auditoria internacional para a revisão das contas do sistema de ônibus de São Paulo, para que haja "maior transparência no processo".

Bruno Ribeiro, Caio do Valle, O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2013 | 02h37

Para contratar a empresa, a administração municipal pretende abrir uma licitação internacional - que também pode incluir, na seleção, empresas nacionais. A data para a abertura do processo ainda não foi definida. A expectativa é de que os debates para reformular o sistema de transporte comecem em até 60 dias.

Licitação. A nova licitação do transporte púbico foi cancelada para que a Prefeitura estude melhor o sistema. Enquanto isso, os contratos atuais, assinados há dez anos, serão renovados por até um ano, para que o serviço continue funcionando normalmente.

O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, afirmou ontem que já mandou comunicados às empresas e cooperativas que estão com contratos vencendo nesta semana, solicitando que procurem a Prefeitura para assinarem o aditamento. O custo de operação do sistema é de R$ 6 bilhões ao ano. Deste total, a Prefeitura deve pagar neste ano R$ 1,425 bilhão de subsídio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.