FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Trânsito para o litoral deve ser mais intenso a partir das 15 horas

Quem for pegar estrada nesta sexta deve sair cedo para evitar congestionamento. No sábado, o pior horário deve ser das 8h às 16h

Redação, Impresso

27 de dezembro de 2019 | 05h00

SÃO PAULO - O motorista que vai pegar a estrada entre esta sexta-feira, 27, e segunda-feira, 30, para curtir o réveillon fora da capital paulista deve ficar atento ao horário de saída para evitar ficar parado no congestionamento.

A Autoban, concessionária que administra o Sistema Anhanguera-Bandeirantes, espera pouco mais de 800 mil veículos em suas vias até 1.º de janeiro. Quem vai viajar nesta sexta deve evitar o período das 15 às 20 horas e no sábado, das 8 às 16 horas. Já na segunda-feira, o horário de pico previsto é das 15 às 20 horas. E para a volta do feriado, no dia 1.º, a recomendação é não pegar a estrada das 12 às 23 horas.

No corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, a Ecovias trabalha com a previsão de 1,3 milhão de veículos circulando até o dia 1.°.

No sentido interior, a recomendação é para que o motorista evite pegar a estrada nesta sexta entre 7 e 18 horas e no sábado, entre 6 e 10 horas. Em direção à capital paulista, o tráfego deve estar intenso na quarta-feira, das 15 às 20 horas, no dia 1.º.

Neste ano, no feriado do Natal, as estradas federais registraram queda de 28% no número de mortos em acidentes, segundo balanço parcial da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Entre a noite do dia 20 e o início da madrugada de ontem morreram 50 pessoas e 962 ficaram feriadas em 759 acidentes. Por causa de decisão judicial, houve fiscalização com radares móveis nas estradas administradas pelo governo federal.

Documentos para viagem de menores

Famílias que têm filhos menores de idade que viajarão desacompanhados devem ficar atentas. As regras foram modificadas em setembro pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Embora a autorização judicial tenha se tornado dispensável para viagens no Brasil ou no exterior, os responsáveis legais ainda precisam, em alguns casos, fazer autorização com firma reconhecida. A criança ou adolescente vai viajar? Saiba como evitar transtorno com documentação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.