Trânsito deve piorar após as 10h nas estradas litorâneas

Expectativa é que cerca de 500 mil veículos sigam em direção ao litoral sul por causa do réveillon

Solange Spigliatti, Central de Notícias

29 Dezembro 2010 | 08h29

SÃO PAULO - O fluxo de veículos em direção ao litoral sul de São Paulo deve aumentar depois das 10h desta quarta-feira, 29, nas rodovias do Sistema Anchieta-Imigrantes, segundo previsão da concessionária Ecovias. Por volta das 8h30, o tráfego ainda estava tranquilo.

 

Veja também:

link CET realiza Operação Estrada durante o feriado de Ano Novo

link Pedágio aumenta em seis praças de pedágio da Régis Bittencourt

blog Vai viajar? Veja a situação do trânsito

 

Durante a tarde de terça-feira, o grande movimento de veículos chegou a causar 30 km de lentidão na Rodovia dos Imigrantes e levou a concessionária a adiantar para ontem o início da Operação Descida, quando só a pista norte da Imigrantes fica liberada para o tráfego rumo à capital. O esquema funcionou das 12h às 17h20 de ontem e deve recomeçar às 10h de hoje.

 

Segundo a concessionária, cerca de 98 mil carros já passaram pelo sistema rumo ao litoral. Estimativa da Ecovias mostra que para o Ano Novo devem trafegar pelas rodovias de 480 a 680 mil veículos viajando em direção às praias da Baixada Santista.

 

As demais rodovias que ligam a cidade de São Paulo ao interior do Estado e ao litoral norte de São Paulo ainda apresentavam tráfego normal nesta manhã. Segundo previsão das Polícias Rodoviárias Federal e Estadual e as concessionárias, a previsão é a de que o movimento de carros comece a aumentar a partir do meio da tarde de hoje e complicando ainda mais amanhã.

 

Acidente. Uma pessoa ficou ferida levemente nesta manhã na Rodovia Régis Bittencourt, na região de Taboa da Serra. Um carro bateu na traseira de um ônibus que estava parado em um ponto de embarque, na altura do km 271 da via, sentido Curitiba. A vítima foi levada para o pronto-socorro Antena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.