Trânsito da capital paulista volta a ficar acima da média

Pior trecho é a zona oeste, que concentra 18 dos 53 quilômetros de engarrafamento da cidade

Solange Spigliatti, estadao.com.br

26 Janeiro 2009 | 09h00

O índice de congestionamento às 8h54 desta segunda-feira, 26, chegava a 53 quilômetros, um pouco acima da média deste ano, segundo boletim da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). O trânsito estava pior na zona oeste da capital paulista, onde estavam 18 quilômetros deste total. Não havia registro de acidentes no período.   Veja também: Como o trânsito parou SP e números da frota  Dossiê Estado: os números do trânsito em SP   Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua     Os traços em vermelho representam trechos congestionados nesta manhã. Fonte: CET   Piores trechos congestionados   - Marginal Tietê, sentido Castelo Branco, pista expressa entre Ponte da Casa Verde e Rua da Coroa, com 3.600 metros; - Avenida dos Bandeirantes, sentido Marginal, entre Alameda dos Tupiniquins e Viaduto Aliomar Baleeiro, com 3.440 metros; - Avenida Francisco Morato, sentido Centro, entre Ponte Eusébio Matoso e Avenida Jorge João Saad, com 3.200 metros;   Situação dos principais corredores   Zona Sul - Avenida dos Bandeirantes: sentido Marginal, entre Alameda dos Tupiniquins e Viaduto Aliomar Baleeiro - Marginal Pinheiros: sentido Interlagos, pista expressa entre Pontes Cidade Universitária e Jaguaré   Zona Oeste - Avenida Francisco Morato: sentido Centro, entre Ponte Eusébio Matoso e Avenida Jorge João Saad   Zona Norte - Marginal Tietê: sentido Castelo Branco, pista expressa entre Ponte da Casa Verde e Rua da Coroa - Corredor norte-sul: sentido Aeroporto, entre Viaduto Santa Ifigênia e Praça Campo de Bagatelle   Zona Leste - Radial Leste: sentido Centro, pista expressa entre Ruas Wandenkolk e Brasil   Centro - Avenida Paulista: sentido Consolação, entre Rua Otavio Mendes e Praça Oswaldo Cruz

Mais conteúdo sobre:
trânsito SP Verao 2009

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.