Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Trans é morta a pauladas na zona sul de São Paulo

Larissa Rodrigues da Silva, de 21 anos, foi vítima de golpes de madeira na cabeça na Saúde; agressor foi preso na segunda

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2019 | 19h20

Correções: 06/05/2019 | 21h16

SÃO PAULO - Uma transexual foi assassinada a pauladas na noite desta sábado, 4, na região do Planalto Paulista, na zona sul de São Paulo. A Polícia Civil tenta identificar o autor do crime. O agressor foi preso nesta segunda, 6.

A vítima Larissa Rodrigues da Silva, de 21 anos, estava com outra pessoa na Alameda dos Tacaúnas, uma rua residencial. Por volta das 22h10, um homem que dirigia um Volkswagen Voyage tentou a atropelar as duas, segundo boletim de ocorrência informado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

À polícia, a testemunha contou que o homem retornou depois, desembarcou do veículo e usou um pedaço de madeira para golpear Larissa na cabeça. O criminoso fugiu na sequência.

Policiais militares foram acionados para atender a ocorrência de agressão e encontraram Larissa caída. Ela foi socorrida por uma ambulância ao Hospital Municipal Doutor Arthur Ribeiro Saboya, também na zona sul, mas não resistiu aos ferimentos.

O homicídio foi registrado no 27.º Distrito Policial (Campo Belo). O delegado solicitou perícia no local, além de exame necroscópico.

Correções
06/05/2019 | 21h16

Ao contrário do informado anteriormente, o local fica no bairro Planalto Paulista, e não na Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.