Traficante ateou fogo em casa de rival e matou seis da mesma família em Belém

VIOLÊNCIA

, O Estado de S.Paulo

02 Dezembro 2010 | 00h00

A polícia do Pará já tem a identidade do traficante que na madrugada de domingo mandou dois comparsas atearem fogo na casa onde morava um rival, em Belém. No incêndio morreram seis pessoas da mesma família: quatro adultos, entre os quais uma grávida de oito meses, e duas crianças de 5 anos. Outras 22 casas de madeira também foram destruídas pelo fogo e 109 pessoas ficaram desabrigadas. A polícia disse que não revelaria o nome do suspeito para não atrapalhar as investigações. Rogério Fernandes Gonçalves, genro do carteiro João Gomes Ferreira, dono da casa onde os seis morreram, estaria sofrendo ameaças de morte do traficante após se envolver em uma briga durante festa onde estava a mulher do criminoso. Gonçalves escapou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.