Tráfego perigoso

IRREGULARIDADES NO BUTANTÃ

O Estado de S.Paulo

21 de fevereiro de 2013 | 02h03

Na Avenida Francisco Morato, 2.068, a calçada rebaixada irregularmente pode ter sido a causa de acidente com uma morte na última semana de 2012. O piso da calçada está nivelado com o da avenida, sem a existência de guia. Placas de trânsito na Avenida Eliseu de Almeida estão quase totalmente recobertas por um material branco com a inscrição R 6-a (entre o Carrefour e a Avenida dos Três Poderes, além de outros trechos). E, há anos, a placa de mão de direção na esquina da Rua Roquete Pinto com a Av. Eliseu de Almeida não é respeitada. Motoristas saem da Av. Eliseu de Almeida e entram na Rua Roquete Pinto na contramão. No local, funcionam três escolas e o movimento de pedestres é intenso.

ARMANDO STELLUTO JR. / SÃO PAULO

A CET informa que as placas de sinalização de regulamentação de estacionamento da Av. Eliseu de Almeida estão descobertas desde 31/1. As placas estiveram cobertas até o fim da regulamentação na via para que os usuários não se confundissem. O cruzamento da Av. Eliseu de Almeida com a R. Roquete Pinto faz parte do programa de fiscalização periódica da companhia que visa a coibir desrespeitos ao Código Brasileiro de Trânsito (CTB); entre 1º/1 e 10/1 foram registradas mais de 400 autuações na via.

O leitor comenta: A queixa sobre a Av. Francisco Morato não foi respondida e o local continua oferecendo risco a pedestres e motoristas. Sobre o cruzamento da Av. Eliseu de Almeida com a Rua Roquete Pinto, se a CET aplicou 400 multas nesse ponto, então está na hora de fazer algo definitivo!

AES ELETROPAULO - 1

Culpa das árvores de novo?

Se houvesse um campeonato para saber quem é mais mal atendido pela AES Eletropaulo, a disputa seria acirradíssima, mas moradores da Vila Suzana seriam um dos favoritos. No dia 1.º/2, das 16 às 4 horas, o fornecimento de energia na região foi interrompido cinco vezes, por períodos que variaram de 20 minutos a algumas horas. Peço que a Eletropaulo não culpe as árvores pela sua incompetência, mas, se for fazer isso, sugiro que substitua o serviço de atendimento telefônico, que nunca resolve nem informa nada, pela gravação: "A culpa é da arborização".

MARIO SILVIO NUSBAUM

/ SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que a região citada se caracteriza por densa arborização, sendo a queda de árvores a causa dos desligamentos de energia citados na queixa. Para melhorar a qualidade no fornecimento de energia na região, realizou em 2012 podas preventivas. Em 2013, o plano de podas continua ativo, com a previsão de poda em mais de mil árvores que interferem no circuito que alimenta a rua do cliente.

O leitor reclama: Como já sabia que esta seria a resposta, reforço a sugestão da gravação!

AES ELETROPAULO - 2

24 horas sem energia

Estou em total concordância com os leitores Jan Krotoszynski, Cristiano Mascaro e Wilson Scarpelli sobre as frequentes interrupções de energia na região de Cotia. Por causa da falta de manutenção e obsolescência da rede e dos equipamentos, cheguei a ficar 24 horas sem energia no início de fevereiro. Cansei de reclamar em vão. Por que a Eletropaulo não assume os problemas e informa os usuários?

FILIPPO GALANTE / COTIA

A AES Eletropaulo informa que a região citada se caracteriza por densa arborização, sendo a queda de árvores a causa dos desligamentos. Para melhorar a qualidade no fornecimento de energia elétrica, realizou, em 2012, 521 podas no circuito que alimenta a rede que abastece o cliente. Para 2013, está previsto plano de reforço de proteção nessa rede, a fim de evitar desligamentos.

O leitor reclama: Parece piada, pois é a mesma resposta-padrão dada a todos os leitores.

TROCA DE POSTES

Fios pendurados

Trocaram os postes da Rua Nilo, no Paraíso, mas deixaram os fios de telefonia pendurados. Estão esperando alguma criança puxá-los para ver o que acontece? Parece brincadeira! Quem é o responsável pelas trocas de postes? Se acontecer algum acidente, dirão que foi fatalidade.

MARCUS COLTRO / SÃO PAULO

A Telefônica/Vivo diz que já fixou os fios, após a troca dos postes feita pela empresa de energia.

O leitor desmente: O problema continua e os fios estão quase encostando no chão!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.