ANDERSON RODRIGUES/ESTADÃO CONTEÚDO
ANDERSON RODRIGUES/ESTADÃO CONTEÚDO

Trabalhador rural morre ao ser atingido por raio no interior

Homem trabalhava na roça em uma fazenda quando começou a chover e ele se abrigou sob uma árvore de grande porte

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2015 | 14h10

SOROCABA - O trabalhador rural José Adino Michio, de 62 anos, morreu ao ser atingido por um raio durante uma tempestade, em São Pedro do Turvo, na região de Marília, interior de São Paulo, na tarde de quarta-feira, 11. O homem trabalhava na roça em uma fazenda quando começou a chover e ele se abrigou sob uma árvore de grande porte. 

A descarga elétrica rachou o tronco da árvore e atingiu mortalmente o trabalhador. O corpo foi encontrado horas depois, quando familiares de Michio observaram que ele demorava mais que o habitual para chegar em casa. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para confirmação da causa da morte.

Este ano, são pelo menos cinco mortes causadas por raios no Estado de São Paulo. Em um dos casos, a vítima era um garoto de 15 anos que trabalhava com o pai na lavoura, em São Carlos. Houve ainda duas mortes em Embu-Guaçu e outra no Guarujá. Em 2014, o Estado teve 17 mortes causadas por raios, segundo o Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. No final de dezembro, quatro banhistas morreram em Praia Grande, quando o quiosque em que se abrigavam foi atingido por uma descarga.

Árvores. Um temporal que atingiu a cidade de Ribeirão Preto, região norte do Estado, na noite de quarta-feira causou alagamentos e quedas de árvores. Três avenidas da região central ficaram cobertas pelas águas. A queda de uma árvore interditou o acesso à rodovia Mário Donegath (SP-322). Outra árvore caiu sobre um veículo estacionado na rua Rui Barbosa, mas o carro estava sem ocupantes. Houve interrupção pontual no fornecimento de energia elétrica.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.