Torre da TV Cultura atrapalha Congonhas, diz Aeronáutica

Construção na Rua Heitor Penteado é um dos 118 obstáculos para aviões pousarem no aeroporto

Jotabê Medeiros, do Estadão,

01 de agosto de 2007 | 13h38

A torre de transmissão da TV Cultura, na Rua Heitor Penteado, foi incluída pela Aeronáutica entre 118 obstáculos ao bom tráfego aéreo em Congonhas e deverá baixar sua altura. Segundo uma portaria divulgada em 5 de julho de 2007, a torre causa transtornos ao tráfego aéreo.  Nesta quarta-feira, 1º, a TV Cultura divulgou nota em seu site no qual refuta os argumentos do Quarto Comando Aéreo Regional do Comando da Aeronáutica. O comunicado informa que a emissora pretende questionar a decisão.  Íntegra da nota da Aeronáutica: A torre da TV Cultura está a 973 m de altura em relação ao nível do mar, e tem 159 metros de altura do solo ao topo. A torre está de acordo com todas as análises de referência na zona de proteção de aeródromos conforme a portaria nº26/2EM, do Ministério da Aeronáutica, de 21 de maio de 2001. Adicionalmente, em 19 de Outubro de 2005, o Comando da Aeronáutica do Ministério da Defesa, já havia deferido um pedido de extensão desta torre de transmissão em 16 metros adicionais (para uma altura de 175 metros da base ao solo), conforme oficio Nº 1672SERENG-4/4322, com a única ressalva de que a torre apresentasse luzes de alta intensidade no topo, baixa intensidade no segmento intermediário e pintura contrastante com o meio ambiente, o que foi atendido. 

Tudo o que sabemos sobre:
crise aéreaCongonhasAeronáutica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.