Torcedores queimam bandeira do Brasil na Vila Madalena

Bares esvaziaram e boa parte dos torcedores foi embora antes do fim da partida entre a seleção brasileira e a Alemanha

Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo

08 Julho 2014 | 23h03

SÃO PAULO - Como nos outros jogos, milhares de torcedores de todas as idades tomaram nesta terça-feira, 8, as ruas da Vila Madalena, na zona oeste de São Paulo, desde o início da tarde. Eram 13h e as Ruas Aspicuelta e Wisard já estavam lotadas e fechadas para o trânsito. Mas a festa começou a acabar assim que saiu o terceiro gol alemão. Bares esvaziaram e boa parte dos torcedores foi embora antes do fim da partida.

Logo após o fim do primeiro tempo, a PM registrou brigas e ao menos uma bandeira do Brasil queimada na Rua Girassol. Os sete gols alemães esfriaram os ânimos até de quem costumava ficar no bairro até a alta madrugada. “Estamos atônitos. O jeito é ir para casa e esfriar a cabeça”, afirmou Geraldo Torres, engenheiro de 33 anos que planejava varar a madrugada na Vila. “Esses 7 a 1 vão ficar marcados para sempre no brasileiro.”

Até os grupos de adolescentes que ficaram no bairro pareciam pouco dispostos à azaração. “Olha o silêncio que está nesta rua agora”, dizia a estudante Beatriz Grandine, de 21 anos.

Discretos e pouco presentes na hora do jogo, grupos de argentinos começaram a chegar uniformizados após a partida. Nicolas Spaldim, de 40 anos, escondia o boné azul e branco enquanto passava por brasileiros na Rua Aspicuelta. “O brasileiro está tão sentido hoje que não quer nem brigar.” 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.