Todos os grandes clubes de futebol aderiram ao PPI

Os quatro maiores clubes de futebol da capital também estão entre os grandes devedores de impostos municipais que aderiram ao PPI. Portuguesa, São Paulo, Palmeiras e Corinthians parcelaram todas as suas dívidas com a Prefeitura e vão pagar tudo o que devem em até 120 meses. No total, o governo vai arrecadar R$ 87,5 milhões de débitos atrasados dos quatro times quando todas as pendências forem quitadas.

/ D.Z. e R.B., O Estado de S.Paulo

19 Outubro 2011 | 03h03

O maior dos devedores entre os clubes é o São Paulo. Após o acordo de adesão ao PPI, o time terá de pagar R$ 29 milhões à Prefeitura por dívidas com impostos como IPTU e ISS. Em segundo lugar, estão o Corinthians e o Palmeiras, que devem R$ 25 milhões cada. O time alviverde chegou a ser listado entre os dez maiores devedores de IPTU em relatório de 2009, feito pela Procuradoria-Geral do Município - à época, só deste imposto, a dívida já chegava a R$ 24 milhões, sem atualização monetária.

Por último, está a Portuguesa, que parcelou R$ 8,5 milhões em dívidas tributárias com a Prefeitura. A Lusa, porém, ainda enfrenta pendências jurídicas com o Município - em junho, o Ministério Público Estadual entrou com ação civil pública contra a equipe e o prefeito Gilberto Kassab (PSD) para obrigá-los a devolver R$ 8,9 milhões aos cofres da cidade. A justificativa é a de que uma parte do Estádio do Canindé está em área municipal concedida irregularmente para o clube. A Portuguesa nega qualquer irregularidade na concessão e confirmou que parcelou e está honrando as prestações da dívida municipal.

A reportagem tentou contatar os outros três clubes, mas não obteve resposta até as 20h30 de ontem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.