''Todos corriam para o canteiro''

DEPOIMENTO

, O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2011 | 00h00

Juliano Prado da Silva, de 25 anos, caminhoneiro

Eu só ouvi o barulho e uma batida forte, tirei o caminhão para o lado esquerdo, liguei o pisca-alerta e desci correndo. As batidas não paravam de acontecer ao lado da gente. Todo mundo que podia, corria para o canteiro central. Parecia um enxame de abelhas.

Consegui tirar dez pessoas dos carros. Eu nunca havia visto algo tão assustador na minha vida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.