'Todo mundo prefere usar o carro no fim de semana', diz especialista

O aumento da lentidão no trânsito do sábado é visto como um fenômeno "natural" e "previsível" por especialistas em engenharia de tráfego. O fenômeno é uma consequência direta das facilidades trazidas pelo governo federal com a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros. De 2010 até agora, a frota da cidade ganhou 110 mil veículos, chegando a 5,28 milhões de automóveis, conforme dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2012 | 03h06

"Todo mundo tem direito a ter carro. Nesse aspecto, sou defensor do automóvel. E todo mundo prefere usar o carro no fim de semana. Antigamente, como o comércio fechava sábado à tarde, o trânsito era menor. Hoje, com shoppings e supermercados, o comércio fica aberto à tarde", diz o consultor de trânsito Flamínio Fichmann. "Não dá mais para a gestão de trânsito funcionar em esquema de plantão no fim de semana. Precisa ter equipes trabalhando em esquema normal", completa.

Outro especialista, Luiz Célio Bottura, lembra que os acidentes de trânsito aumentam, fruto da imprudência e do consumo de bebida alcoólica. "Os acidentes ajudam a atrapalhar o trânsito e, no fim de semana, a fiscalização só faz ações especiais." / B.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.