TJ tranca inquérito sobre doações de imobiliárias

O Tribunal de Justiça trancou ontem o inquérito instaurado pela 1.ª Delegacia Seccional Centro de Polícia para investigar doações de campanha supostamente ilegais de 20 empresas do ramo imobiliário e da Associação Imobiliária Brasileira (AIB).

Fausto Macedo, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2010 | 00h00

A entidade foi doadora das campanhas de vereadores paulistanos e do prefeito Gilberto Kassab (DEM), que chegou a ter seu mandato cassado pelo juiz Aloisio Silveira, da 1.ª Zona Eleitoral - ordem revogada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

A decisão de cassar o inquérito foi tomada em votação unânime pelos desembargadores Moreira da Silva, relator, Luiz Pantaleão e Geraldo Wohlers, da 3.ª Câmara de Direito Criminal.

Eles acolheram habeas corpus impetrado pela defesa de Sérgio Tavares Ferrador, presidente da AIB. A entidade sustentou que Ferrador estava sendo submetido a "constrangimento ilegal" porque o inquérito havia sido aberto "com amparo em mera delação anônima consubstanciada em carta apócrifa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.