TJ tira do processo laudo sobre velocidade

O Tribunal de Justiça do Rio decidiu ontem desconsiderar o laudo segundo o qual Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, dirigia a 135 km/h quando matou Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, na Rodovia Washington Luís, em 2012. A defesa pediu que o documento fosse desconsiderado porque deveria constar do processo desde o início. O TJ também revogou a suspensão da CNH de Thor.

O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2013 | 02h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.