TJ terá posto em centro para dependentes

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) anunciou ontem a criação de um posto dentro do Serviço de Atenção Integral ao Dependente (Said), na região de Heliópolis, zona sul da capital paulista. Os juízes vão deixar o gabinete e assumir o posto para ajudar a resolver problemas de crianças e adolescentes que são dependentes químicos.

O Estado de S.Paulo

20 Março 2012 | 03h02

Segundo o desembargador Antônio Carlos Malheiros, coordenador da Infância e Juventude do TJ-SP, os juízes vão decidir se crianças e adolescentes voltarão ao convívio com a família ou se ainda precisam de tratamento. A primeira audiência será às 14h de sexta-feira. "Vamos ter uma grande demanda a enfrentar", disse Malheiros.

O prefeito Gilberto Kassab (PSD) esteve ontem no Said para acompanhar a visita dos integrantes do TJ. "Esse é um equipamento que vem dando bons resultados e mostra que existe o caminho da recuperação."

A principal aposta da Prefeitura para o tratamento a dependentes em crack, o Complexo Prates, no Bom Retiro, no centro, porém, continua em obras. A previsão era de que o espaço fosse inaugurado no fim de fevereiro. / ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.