TJ-SP: Metrô terá de indenizar dono de imóvel

Dois prédios comerciais foram desapropriados na Avenida Santo Amaro mas valor de indenização terá que ser recalculado

Julia Baptista, Central de Notícias

11 de novembro de 2010 | 19h30

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiu por unanimidade nesta quarta-feira, 10, que a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) terá de depositar valor referente a imóveis desapropriados para expansão da malha metroviária da capital.

 

Veja também:

link Financiamento da Linha 4 do Metrô de SP terá recursos de banco japonês

Ivan Michel Saad teve dois imóveis desapropriados na avenida Santo Amaro, zona sul de São Paulo, avaliados em quase R$ 2 milhões. Em razão de se tratar de prédios comerciais e não terem sido avaliados como tal, a decisão da 1ª instância suspendeu a decisão até que valor seja devidamente calculado.

Segundo o desembargador Burza Neto, relator do recurso, Saad não pode aguardar o desfecho do processo para ter acesso ao dinheiro. Com esse argumento, determinou que o Metrô deposite 80% da importância avaliada, até que seja apurado o valor total dos imóveis.

Tudo o que sabemos sobre:
SPdesapropriaçãoindenizaçãometrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.