TJ nega liberdade para acusada de matar pais

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou ontem o pedido de revogação das prisões de Roberta Tafner e Willians Sousa, acusados de matar os pais dela em Santana de Parnaíba (SP), em outubro. A defesa argumentava que não há provas do crime, além de o casal não oferecer prejuízo à investigação. O desembargador Almeida Toledo entendeu que a prisão preventiva é legal e ressaltou a periculosidade dos acusados.

, O Estado de S.Paulo

22 Dezembro 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.