JOSÉ PATRÍCIO/ESTADÃO
JOSÉ PATRÍCIO/ESTADÃO

TJ adia julgamento de recurso de nutricionista que atropelou Gurman

Processo foi remarcado para a próxima semana, no dia 24, segundo assessoria de imprensa do órgão

O Estado de S.Paulo

17 Agosto 2017 | 17h25

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ) adiou o julgamento de um recurso da nutricionista Gabriela Guerrero Pereira - acusada de atropelar e matar o administrador Vitor Gurman, em julho de 2011, na Vila Madalena, na zona oeste de São Paulo.  

Os advogados dela pediram a anulação de uma decisão judicial que a mandaria para júri popular. O julgamento foi remarcado para a próxima quinta-feira, 24. 

A defesa de Gabriela aponta que ela não teve intenção de matar. Já a acusação aponta que ela assumiu o risco de matar, o que resultaria em pena de até 30 anos de prisão. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.