TJ acata pedido de quebra de sigilo do padre Júlio Lancellotti

Pedido foi feito pela Polícia Civil logo após a prisão dos acusados de extorquir dinheiro do religioso

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

29 de outubro de 2007 | 18h40

O Tribunal de Justiça paulista acatou a solicitação da Polícia Civil de quebra do sigilo bancário do padre Júlio Lancellotti. A decisão do tribunal foi confirmada nesta segunda-feira, 29. A polícia revelou que faria o pedido após a prisão do ex-interno da antiga Febem Anderson Marcos Batista, de 25 anos, da mulher dele, Conceição Eletério, de 44, e de Evandro dos Santos Guimarães, de 28.   Polícia pede decretação de sigilo no caso do padre Júlio   Os três são suspeitos de extorquir dinheiro do padre nos três últimos anos. Outro acusado de envolvimento no crime, Everson dos Santos Guimarães, irmão de Evandro, está detido desde setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Julio Lancellotti

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.