Titãs celebram 30 anos com formação original

Os Titãs se reuniram na noite de ontem em formação completa pela primeira vez desde 1997 (quando foi gravado o Ao Vivo para a MTV) para comemorar os 30 anos da banda. O show, na noite de ontem, foi no Espaço das Américas, zona oeste de São Paulo, não muito longe do local da primeira apresentação do grupo, em 1982, no Sesc Pompeia.

ROBERTO NASCIMENTO , O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2012 | 03h00

O show começou com uma gravação de um improviso tribal, após o qual Paulo Miklos, Charles Gavin, Tony Bellotto e companhia mostraram estar em forma. A primeira canção, Diversão, deu o tom vibrante e punk da noite, que reafirmou, ao vivo, a cores e em HD, a influência dos Titãs no rock nacional.

A banda ainda é capaz de incendiar com canções subversivas. "A corrupção não tem cor, a corrupção não tem partido, a corrupção não tem essa coisa de 'os meus ladrões são melhores do que os seus'", bradou Miklos, antes de embarcar em Vossa Excelência. Os Titãs completos, com Nando Reis e Arnaldo Antunes subiram ao palco na segunda metade do show, com uma contundente versão de Comida, cantada por Antunes. A apresentação teve forte presença das canções de Cabeça Dinossauro (1986).

A playlist tocada antes do show e cantada em coro indicava a faixa etária da plateia: Your Love, do Outfield (1986) e outras da era em que o Van Halen reinava botavam as cabeças de fãs beirando e passando os 40 anos para balançar. Na porta, filas pelo quarteirão, cambistas vendendo ingressos de pista por R$ 120 e jovens que acampavam para ir ao show do grupo de rock Evanescence, que será hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.