''Tirei ele e logo veio a explosão''

DEPOIMENTO

, O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2011 | 00h00

Márcio Diniz Barbosa, de 37 anos, caminhoneiro

Eu estava subindo com meu caminhão-tanque, quando notei o congestionamento. Senti a batida atrás, parei e deixei a cabine. Foi quando notei que o caminhoneiro que bateu atrás (Donizete José da Silva, de 55 anos, que seguia do Guarujá para buscar carga em Jundiaí) estava preso nas ferragens. Puxei, até conseguir tirá-lo. Logo depois, uma carreta bateu atrás e os três veículos explodiram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.