Tio de bicheiro guardava quase R$ 4 mi, no Rio

A Polícia Civil do Rio encontrou R$ 3.914.080,00 na casa do tio do bicheiro Hélio Ribeiro de Oliveira, o Helinho da Grande Rio, em uma mansão na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Os policiais tentavam cumprir um mandado de prisão contra o contraventor e encontraram a fortuna escondida em vários cantos da casa, desde a geladeira até os vasos sanitários.

RIO, O Estado de S.Paulo

22 Dezembro 2011 | 03h04

Deflagrada na semana passada, a Operação Dedo de Deus já prendeu 44 pessoas, entre elas o ex-prefeito de Teresópolis, Mário Triciano, por vários crimes, incluindo formação de quadrilha armada e lavagem de dinheiro. No entanto, os agentes ainda tentam encontrar alguns dos principais contraventores do Estado.

Helinho da Grande Rio permanece foragido, assim como Aniz Abraão David, o Anísio da Beija-Flor, e Luiz Pacheco Drummond, o Luizinho Drummond, presidente de honra da Imperatriz Leopoldinense.

Planilhas. Os agentes também encontraram anteontem documentos e planilhas do jogo do bicho que indicavam uma arrecadação de mais de R$ 3 milhões em Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense, onde ficam os pontos de anotação de Helinho. Alguns cômodos estavam trancados e não foram arrombados por falta de um mandado de busca e apreensão.

O tio de Helinho ainda será investigado pela polícia. Um dos advogados da família foi levado à delegacia por suspeita de destruição de provas (fraude processual), mas acabou liberado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.