Teto cai e fere passageiro em aeroporto

Parte do forro de gesso do setor de embarque do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, Mato Grosso, desabou terça-feira. Um passageiro foi atingido mas, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o ferimento foi leve. O passageiro, atingido na cabeça, dispensou atendimento médico.

Priscila Trindade e Nataly Costa, O Estado de S.Paulo

31 Março 2011 | 00h00

O desabamento aconteceu por volta das 15h, quando funcionários faziam a manutenção do ar-condicionado.

São Luís. A Infraero decidiu dar desconto nas taxas de embarque do Aeroporto de São Luís, no Maranhão, interditado por risco de desabamento há uma semana. Enquanto durar a reforma, as tarifas domésticas para embarque caem de R$ 20,66 para R$ 13,44, e as internacionais, de R$ 67 para R$ 45 - apesar de o aeroporto não ter operações regulares ao exterior atualmente.

A medida interfere nos preços das passagens com saída de São Luís. A previsão é de que a reforma termine em cinco meses. O terminal deve ganhar área climatizada, assentos de espera, esteiras e sanitários no embarque e desembarque.

Hoje, o aeroporto vive o caos: passageiros formaram um salão de espera improvisado no meio do estacionamento. Os balcões de check-in e o sistema de raio x, que ficavam na área interditada, estão na estrutura do antigo terminal de passageiros, longe do pátio de onde saem os aviões.

Os serviços de lojas, lanchonetes e caixas eletrônicos ainda estão sendo reestabelecidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.