Testemunhas ouviram três estalos antes de travas do Double Shock abrirem

PLAYCENTER

, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2011 | 00h00

Em depoimento no 23.º DP ontem, três pessoas que estavam no Double Shock, do Playcenter, na zona oeste, disseram ter ouvido três estalos antes de as travas do lado direito do brinquedo abrirem no domingo, dando início à queda de oito visitantes. Afirmaram também que o brinquedo seguiu em operação - ainda mais veloz.

Há ainda sete vítimas no Hospital e Maternidade Metropolitano, incluindo um homem, de 24 anos, que, após liberação, retornou ontem com náuseas.

Em nota, o Playcenter disse que o Double Shock (interditado) não apresentou problemas em vistoria horas antes do acidente. O Ministério Público deu 20 dias ao parque para fornecer dados, já a polícia deve pedir vistoria nas 35 atrações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.