Testemunha de acidente de jet ski em Bertioga está depondo

Advogado da família afirma que vai apresentar hoje pessoa que filmou acidente que matou criança de 3 anos

Solange Spigliatti, estadão.com.br

24 de fevereiro de 2012 | 11h24

 Uma mulher, testemunha do acidente com um jet ski, que matou Grazielly Almeida Lames, de 3 anos, em Bertioga, no litoral sul de São Paulo, no último sábado, 24, está depondo na delegacia da cidade, segundo agentes da Polícia Civil. O depoimento começou por volta das 10h30 desta sexta-feira, 24. A mulher está sendo ouvida pelo delegado Maurício Barbosa Junior.

A mulher pode ser uma testemunha-chave do caso: o advogado da família de Grazielly, José Beraldo, prometeu apresentar hoje uma testemunha que teria filmado o acidente, mas a polícia não confirma tratar-se da mulher que presta depoimento nesta manhã. Beraldo disse não ter dúvida de que o adolescente pilotava o jet ski.

O adolescente de 13 anos --a primeira informação da polícia é de que ele tinha 14 anos-- acusado de atropelar e matar a criança não compareceu à delegacia da cidade para depor nesta quinta-feira. A decisão foi tomada pelo advogado da família do adolescente, Maurimar Bosco Chiasso. Ele argumentou temer o assédio da imprensa e possíveis represálias, que poderiam ameaçar sua integridade física.

Tudo o que sabemos sobre:
Bertioga, testemunha, jet ski

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.