Terminal é fechado após morte de motorista em SP

De acordo com a SPTrans, o Terminal Campo Limpo ficou bloqueado das 9h20 às 9h55 desta quarta-feira

O Estado de S. Paulo

29 de outubro de 2014 | 10h02

SÃO PAULO - Um protesto pela morte do motorista John Carlos Soares Brandão fechou por cerca de meia hora o Terminal Campo Limpo, na zona sul da capital paulista, na manhã desta quarta-feira, 29. Brandão morreu há uma semana em decorrência de queimaduras em 80% de seu corpo após criminosos atearem fogo ao ônibus que dirigia, no Jaraguá, na zona norte.

De acordo com a São Paulo Transporte (SPTrans), o terminal ficou fechado entre 9h20 e 9h55. Um carro de som da categoria dos motoristas de ônibus impediu a entrada e a saída de veículos nesse período.

Na terça-feira, 28, uma passeata promovida pelo sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus já havia cobrado mais segurança nos veículos e rigor na apuração da morte de Brandão. Os manifestantes saíram da sede da entidade, na Liberdade, e foram até as sedes das secretarias municipal dos Transportes e da Segurança Pública.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.