Terminal de Guarulhos nunca foi 'Cumbica'

Apesar de ser conhecido como Aeroporto de Cumbica, o terminal internacional de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, nunca teve oficialmente esse nome.

O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2012 | 02h03

A denominação faz referência ao bairro onde está localizado, que, por sua vez, nasceu a partir da Fazenda Cumbica, que pertencia às famílias Samuel Ribeiro e Guinle até 1940. As terras foram doadas para o governo estadual com a exigência de que ali fosse construída uma base aérea.

Antes da construção, era informalmente chamado pelos jornais de Aeroporto Metropolitano de São Paulo - e os moradores de Cumbica protestavam contra a obra. Em 1985, foi construído o Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos. Em 2001, passou a se chamar Aeroporto Internacional de Guarulhos - Governador André Franco Montoro, em homenagem ao político que havia morrido dois anos antes.

Cumbica nasceu para absorver a demanda de Congonhas, que, na década de 1950, era um dos terminais mais movimentados do mundo e já considerado saturado. Cumbica, no início, recebia apenas voos internacionais. / N.C e GUSTAVO ZUCCHI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.