José Patricio/AE
José Patricio/AE

Termina estado de atenção pelas chuvas em SP

Chuvas perderam a força, mas novas pancadas podem atingir a região metropolitana na noite e madrugada; capital tem seis pontos de alagamento

Marília Lopes, do estadao.com.br,

08 Janeiro 2011 | 14h35

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) retirou todos os estados de atenção de São Paulo às 17 horas deste sábado, 8. Segundo o CGE, as chuvas perderam a força, mas novas pancadas podem atingir a região metropolitana no decorrer da noite e madrugada. Durante a tarde, o estado de atenção vigorou na zona sul, Marginal Tietê, centro, zona sudeste, zona norte e zona leste.

 

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, ficou fechado para pousos e decolagens de 15h17 às 15h53. No momento, opera por instrumentos. O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, funciona normalmente.

 

De acordo com o CGE, áreas de instabilidade formadas pelo calor, comuns no verão, provocam pancadas de chuva na cidade. A chuva começou com intensidade de fraca a moderada e ganhou força. Segundo o monitoramento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a cidade chegou a ter seis pontos de alagamento. No momento, o único ponto de alagamento é na Avenida Cidade Jardim, altura do número 1, sentido bairro.

Pontos de alagamentos

O temporal que atingiu São Paulo na tarde deste sábado, 8, já perdeu força. Agora, apenas pancadas de chuvas fracas caem na capital. Porém, a cidade ainda tem seis pontos de alagamento, todos transitáveis.

Os pontos de alagamento são: Avenida Cidade Jardim, altura do número um, sentido bairro; Avenida Morvan Dias de Figueiredo (Marginal Tietê), com a Ponte Presidente Dutra, sentido rodovia Castelo Branco; Passagem Subterrânea Fandi Chaquib Kalil, com a rua Inácio Luis da Costa, nos dois sentidos; Rua Alvarenga, sentido bairro, com a Avenida Afrânio Peixoto; Rua Romão Gomes, com a Avenida Valdemar Ferreira; Marginal Tietê, sentido rodovia Ayrton Senna, com a Ponte dos Remédios; Avenida Embaixador Macedo Soares com a Ponte dos Remédios.

De acordo com o CGE, áreas de instabilidade formadas pelo calor, comuns no verão, provocam pancadas de chuva na cidade. A chuva começou com intensidade de fraca a moderada e ganhou força. Segundo o monitoramento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a cidade chegou a ter seis pontos de alagamento. No momento, o único ponto de alagamento é na Avenida Cidade Jardim, altura do número 1, sentido bairro.

Atualizado às 18h40

Mais conteúdo sobre:
chuva enchente zona leste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.